sábado, 9 de junho de 2012

Resistência muscular localizada em um treinamento


Dentro de um processo de treinamento, passamos por vários tipos de treino que possuem funções diferentes para o corpo, muitas vezes imperceptível na sua rotina de treino,mas essencial para seu desenvolvimento. Da academia ao parque entenda melhor seus treinos.
Dumbell

Hoje vamos treinar resistência muscular localizada (RML). RML é tempo máximo que seu músculo é capaz de fazer força. Essa resistência muscular pode variar: aeróbica, anaeróbica, estes se dividem em dinâmico e estático.
Nesse post irei falar da parte anaeróbica, é um trabalho dinâmico com grupos musculares pequenos ou médios contra uma carga, variando de 50% a 70% da força máxima.
Treino de resistência muscular localizada consistente em simplesmente trabalhar a resistência do musculo, o mesmo tem que ser capaz de aguentar tal carga por mais tempo. Viu, simples.
Mas por quais razões você treinaria isso? Quem deve fazer esse tipo de treino?
Treinar RML é importante porque seu musculo tem três tipos de fibras uma delas é responsável pela resistência (fibras do tipo 1), além de treina-las você aumenta a resistência de tendões e ligamentos, que ajudará na prevenção de lesões tanto em treinos mais avançados futuramente como treinos de força e potencia, além de diversas praticas de esportivas.
Esse tipo de treino deve ser realizado por todos, uns mais que outros talvez. Deve ser feito por iniciantes, por atletas de esporte de longa duração com movimentos repetitivos (caso da natação, corridas, tênis, por exemplo) por pessoas mais treinadas como período preparatório ou recuperativo, idosos, reabilitação e prevenção de lesões, emagrecimento e definição muscular.
Como posso fazer um treino de RML?
Para treinar resistência muscular localizada alguns requisitos devem ser respeitados. A carga a ser vencida deve variar de 50% a 70% da força máxima, as repetições mais volumosas (de 15 para mais movimentos), o um tempo de intervalo entre séries menor (variando de 30seg para 2 minutos). O intervalo de um treino para outro pode ser de 24 horas no mínimo.
Flexão de Braço
Existem várias formas de dar esse estimulo, pode se usar o peso do corpo para realizar movimentos, exercícios simples e conhecidos são: flexão de braço e agachamento, por exemplo. Nas academias usa-se peso, muito mais fácil para controlar a carga. Esse é um ponto importante, você tem que saber se aquele peso é ideal para você. Digamos que você começou a iniciar os treinos e tenta fazer uma flexão de braço, claro que você não vai realizar os 15 movimentos, pois não possui força nem resistência muscular para isso. O treino dessa forma perde sua característica e sua eficiência, a melhor forma seria fazer exercício como supino onde se pode controlar o peso ou uma flexão adaptada para aguentar a realização do movimento, por exemplo.
Apesar de muitos acharem esse treino chato, pelo alto número de repetições, existem várias formas de deixa-lo mais desafiador e motivador.
Quem segue periodizações (pessoas com treinador/professor particular ou atletas) sempre vai ter esse treino em algum período.
Fonte Via: Informativo da Educação Física